Vidas em contos

(por Rita Prates)

Sobre os contos

“Sempre gostei de ouvir as pessoas me contando suas histórias, umas belas, outras bizarras, algumas sofridas e outras cabeludas e secretas. Em muitas delas percebi, olhando em seus olhos, que podiam contar o que quisessem, pois nunca mais nos encontraríamos por esse mundo afora. Parece que eu as atraio, dizem que é por que eu sou uma boa ouvinte. Presto muita atenção no que contam, em cada detalhe: na expressão facial, no suspiro profundo, na lágrima rolada e na gargalhada sacudida, trepidada de emoção. Mergulho na profundeza dessas almas, que só querem ser em ouvidas, então caminho com elas, seguindo o fluxo e o refluxo das suas memórias, e as aplaudo quando querem reconhecimento e as aninho em meus braços quando querem apenas um afago, um carinho. Como não quero guardar só para mim esses momentos, então escrevo cada palavra dita, cada dor sentida, cada detalhe marcante e os transformo em contos. Dou aos meus leitores a oportunidade de conhecê-los, compartilhar comigo de suas histórias, seus sonhos e suas emoções.”

Rita Prates

%d blogueiros gostam disto: